No nordeste do Brasil, a gestão da prefeita de Bezerros/PE, Lucielle Laurentino (DEM), deu início ao projeto “Sementeira Municipal”, que será o berçário principal das mudas que irão compor a arborização do município com o uso de materiais recicláveis como copos de plásticos, garrafas pets e sacos plásticos de produtos alimentícios.

A prefeitura ainda está buscando desenvolver projetos de recuperação do manancial do Rio Ipojuca, por meio de uma parceria com o setor privado, além de outras medidas que estavam previstas no Plano de Governo da Lucielle, como a criação do plano municipal de arborização pública.

Essas medidas reforçam o comprometimento da mandatária com seu Plano de Governo e com os munícipes de Bezerros. “Estamos otimistas e confiantes de que vamos virar o jogo. Mas sabemos que isso só acontecerá com muito trabalho”, disse Lucielle.

Cidade limpa e cuidado com resíduos sólidos

A prefeitura de Lucielle também busca concretizar a criação de uma política municipal de destinação e tratamento de resíduos sólidos, com o incentivo à criação e ao desenvolvimento de cooperativas ou outras formas de associação de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis, e a instalação e cuidado na manutenção de lixeiras de coleta do lixo e coleta seletiva. 

Iniciativas semelhantes são vistas em outras regiões do país, como em Minas Gerais, no município de Capitólio, onde o prefeito Cristiano Gerardão (PP) executou uma série de medidas com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável. Uma delas trata do avanço e da otimização da coleta seletiva na cidade, com previsão de aquisição de cerca de 20 caçambas estacionárias para depósito de material reciclável nas áreas rurais e pequenos centros urbanos distantes da área central de Capitólio.

Outra ação, já realizada, foi a de apoio a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Capitólio (ACAMARC), para coleta e destinação adequada de 102.530 kg de materiais recicláveis no ano de 2021. Além disso, Cristiano fez visitas a cidades da região com o intuito de encontrar a melhor destinação para estes resíduos sólidos. Bem como uma visita à empresa Ecovia Reciclagem de Resíduos da Construção Civil, para compreender e conhecer, profundamente, o processo de reciclagem. 

O governo vai deliberar, em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), sobre a revisão dos limites da Zona de Amortecimento em relação à alta demanda turística imobiliária. “Aos poucos estamos colocando a casa em ordem, e organizando os novos projetos. Não se constrói uma casa em um dia, mas uma casa construída com uma base sólida dura muitos e muitos anos”, ressaltou Cristiano.

Voltando ao Nordeste, em Dom Pedro/MA, o vice-prefeito Lucyan Rezende (PP), como uma de suas primeiras medidas, após assumir a gestão do município, focou na revitalização do lixão da cidade. O local contou com uma limpeza que possibilitou um despejo de lixo mais controlado, em que o descarte é feito de forma organizada para evitar a degradação do ambiente local. A ação foi um grande progresso na cidade já que, antes dela, todo o lixo local era despejado sem nenhuma supervisão e agredia gravemente o solo e a fauna. Ainda sobre limpeza, a prefeitura investiu nos igarapés do município, com a remoção de lixos, entulhos e da vegetação aquática, o que colaborou para que não ocorresem alagamentos, fazendo com que o fluxo da água corra pelo igarapé e seja escoada.

Outro trabalho de destaque de Lucyan foi o investimento público em tecnologia sustentável, através de uma parceria da prefeitura com o Sebrae, pois um munícipe construiu um biodigestor, que produz gás de cozinha por meio de dejetos de animais. Tal medida chamou a atenção de Prefeituras vizinhas que compareceram a Dom Pedro para conhecê-la, ou seja, a ação já está demonstrando efeito e impacto positivos. 

Quer saber o que mais prefeitos formados pelo RenovaBR estão fazendo pelo meio ambiente? Clique aqui e descubra!