Em abril, os ex-alunos do RenovaBR eleitos para os cargos do executivo municipal completam 100 dias de mandato. São 12 prefeitos e 2 vice-prefeitos de diferentes partidos e regiões, mas com um inimigo em comum: a pandemia da covid-19. No início de seus mandatos, os prefeitos já precisaram lidar com um aumento do número de casos e óbitos devido ao agravamento da crise gerada pelo coronavírus.

O prefeito de Patos de Minas (MG), Luís Eduardo Falcão Ferreira (PODE), expandiu leitos de hospitais de campanha que aumentaram de 9 para 30 nos leitos de UTI e de 20 para 35 nos leitos clínicos, além da contratação de mais de 157 profissionais da saúde.  Segundo o prefeito, as parcerias com o Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM) e o setor privado foram fundamentais para o mandatário implementar melhorias no acompanhamento de pacientes infectados e para a aquisição de testes modernos que têm seus resultados em até duas horas, o que permite um tratamento mais ágil e eficiente. “Os pacientes internados no Hospital de Campanha nos relataram que o tratamento recebido é de qualidade e que a equipe atua com cuidado e dedicação”, disse Falcão.

Já em Joinville (SC), o prefeito Adriano Silva (NOVO) também utilizou a tecnologia a favor de seu município. O mandatário adotou o sistema TiFlux, desenvolvido por uma startup da cidade, para cadastro e agendamento on-line de quem pretende se vacinar. Desta maneira, o cidadão não enfrenta filas e aglomerações para receber a sua dose, o que diminui o risco de contaminação. O governo de Adriano ainda criou dois hospitais de campanha com leitos semi-intensivos e ampliou as redes com 30 leitos de UTI e mais de 50 semi-intensivos. Além disso, decretou medidas restritivas, como a redução do consumo de bebidas alcoólicas das 18h até às 6h em bares e restaurantes. As decisões tomadas tiveram o apoio da sociedade civil, que constitui o Gabinete de Crise da Prefeitura formado por seus representantes e secretários municipais. “Eu convoco os joinvilenses a se unirem neste momento, porque a compreensão e a colaboração de todos são fundamentais”, destacou Adriano.

Em Itaquaquecetuba (SP), o prefeito Eduardo Boigues (PP), focou no atendimento à população e inaugurou a Central de Atendimento Covid-19 que, logo no seu primeiro dia de funcionamento, registrou 138 assistências. Ele ainda está aproveitando a estrutura do Ginásio Municipal de Esportes ‘Sumiyoshi Nakaharada’, na Vila Japão, para abrigar um hospital de campanha com 60 leitos. Sua inauguração está prevista para o dia 17 de abril.

Nos cursos do RenovaBR, todos os alunos aprendem que é preciso orientar suas decisões com base em dados e evidências científicas. Por isso, para enfrentar essa crise, a vacinação tem sido priorizada em suas estratégias, como no município de Patos de Minas, governado pelo prefeito Falcão, tornando-se a segunda cidade com o maior percentual de doses aplicadas em Minas Gerais, considerando aquelas com mais de 100 mil habitantes.

O prefeito Tarcísio Tôrres Pedreira (Solidariedade) vacinou mais de 9% da população de São Gonçalo dos Campos (BA). Aos domingos, a vacinação foi intensificada com o projeto “Vacinação Mais Perto de Você“, no qual o prefeito, que também é médico, junto com a equipe da saúde, vacinou os idosos das localidades rurais. “Tenho feito o que posso para cuidar cada vez melhor do nosso povo. Por conta da pandemia o momento é delicado, sendo agravado pela situação econômica que o nosso município se encontra. Mas continuarei me dedicando, buscando a coerência e respeito ao que é público. Tenho dito: é momento de união daqueles que valorizam a vida, as famílias e que amam a nossa cidade!” afirmou Tarcísio em suas redes sociais.

No sul do país, em Ascurra (SC), o governo de Arão Josino da Silva (PSD), lançou a campanha “Para Ascurra não Parar, Todos Precisamos nos Cuidar” e tornou-se referência na região do Médio Vale do Itajaí, Vale Europeu Catarinense, com a menor taxa de infecção entre os municípios. Atualmente, são apenas 9 casos ativos, correspondente a 0,11% da população. “Apesar desta diminuição, não podemos descuidar! Vamos continuar usando máscara, respeitando o distanciamento social e mantendo uma boa higienização das mãos.” disse Arão em suas redes sociais. Além disso, o prefeito também implementou uma Central de Atendimento Covid-19, para assistir com mais qualidade e eficiência a sua população, na Sociedade 7 de Setembro, área central da cidade, o que reforça a importância de soluções bem planejadas, transparentes, dialogadas e com base em dados e evidências. 

Saiba mais! 100 dias de mandato no executivo municipal: ações de infraestrutura marcam atuação de ex-alunos RenovaBR